Cartel de Medelin

Cartel de Medelin

BandRockPop

A full of energy brazilian band with powerfull lyrics in portuguese. All elements in band are perfectly linked by a long friendship which mixed with hability and passion results in a wonderfull sound. Rio de Janeiro, the band home town, is already on fire!And soonly other places will be on fire too!

Biography

www.myspace.com/carteldemedelin

www.palcomp3.com.br/carteldemedelin

www.carteldemedelin.com

A ARTE NA GUERRA CONTRA VIOLÊNCIA

Basta um encontro com os meninos do Cartel de Medelín para compreender o ousado nome escolhido para a banda. Amigos de longa data, o baterista Mike Rothman, o baixista Gui Nunes e o vocalista/guitarrista Rapha Ohana sentiam que faltava pouco para que a sintonia musical entre eles chegasse ao ponto certo. Quando Felipe Pacheco, que voltava ao Brasil após 4 anos no exterior, assumiu o comando da outra guitarra, o som estava completo.

A identificação musical destes habilidosos músicos foi imediata. As influências do rock sessenta e setentista são facilmente percebidas em suas composições vibrantes, com letras e melodias bem elaboradas e habilidosamente trabalhadas. Um grupo que chega com algo a mais para se juntar ao cenário do pop/rock atual: disposição para incendiar velhos paradigmas. É aí que entra o nome, cuja explicação retrata toda a banda. Um velho conceito violento na história mundial torna-se título de uma geração que só busca a paz. Os anos 70 viram símbolo do poder de mudança que os jovens do Cartel de Medelín despertam em cada um que entra em contato com sua música. E esta é a sua maior arma na luta contra o ultrapassado “Não posso mudar o Mundo sozinho”. É hora de reunir forças para a verdadeira mudança no Mundo real.

Por João Marcio

Against Violence

You just need one look at the boys from Cartel de Medelin to understand the chosen band´s name. Friends since school, the drummer Mike rothman, the bass player Gui Nunes and the singer/guitar player Rapha Ohana felt it was still missing something to be the rock group that they are now. When Felipe Pacheco, coming back to Brazil after 4 years in the U.S., started to play the other guitar, their sound was comlpete.

The harmony between this four skillfull musicians was immediate. The influences of 70´s rock are easily perceived in their vibrant compositions, with excelent lyrics. A band that brings something new to the actual music scene: inclination to burn old statements. This is the reason for the polemic name (of a defunct crime organization from latino america in 70`s), which the choice represents the band. An old concept from the World history becomes a symbol of a peace generation because of music. The 70`s are a symbol of the potential to change things setted free in everyone that listens to their music.They are going to play their hole in the World´s evolution with peacefull lyrics and good sound.

Lyrics

Amo as Impossíveis

Written By: Rapha Ohana

Não que ela me inspire confiança
Nem muito menos segurança
É que ela me completa
É o ponto alto do meu dia
Não há alternativa

Então fui
Obrigado a correr o risco
Pular o muro desse lugar
Que é ter medo

Não que ela cure os meus traumas
Nem dê colo à minha alma
É que ela é de outro planeta
Meu bom humor é sua presença
Qualquer hora
Não há escapatória

Então fui
Obrigado a correr o risco
Pular o muro desse lugar
Que é ter medo

Então eu deito
E por mais uma noite
Fico olhando pro teto
Tentando achar posição
Nessa cama de pregos
Que é tê-la na cabeça
A querendo sempre por perto
Ela me faz uma mafioso
Planejando os mínimos detalhes
Sempre sentindo seu cheiro
Tramando o próximo encontro
A roupa, a conversa, o cabelo
Mas quando eu cansar
De guardar esse amor secreto
Com gosto de infância e pimenta
Ela quem vai dar a sentença
Por eu ter por todo esse tempo
Me deixado e arriscado pensar nela

Porque ela me completa
Ponto alto do meu dia
Ela me completa
Ponto alto do meu dia
Não há alternativa

Eu te Odeio

Written By: Rapha Ohana

Você finge que muda
Todo mundo acredita
Até máquinas choram
Quando se faz de arrependida

Mas o céu é seu limite
Pra fazer do inferno
Minha vida

Vendeu a alma
Vendeu a minha
Vendeu a alma
Vendeu a minha

Um preço alto
Pra quem pagou pra ver
Ter a alma vendida
A um preço qualquer

Me quero de volta
Suma você
Me quero de volta

Não fico surpreso até Deus duvida
Não sei se é louca ou o diabo em pessoa
Não fico surpreso até Deus duvida
Não sei se é louca ou o diabo em pessoa

Não fico surpreso até Deus duvida
Não sei se é louca ou o diabo em pessoa

Não fico surpreso até Deus duvida
Não sei se é louca ou o diabo em pessoa

Vem Dançar

Written By: Rapha Ohana

A gente é simples assim
Mas sempre se quis
E quando a gente se encosta
A falta de ar sufoca

A gente é simples assim
Mas sempre se quis
A falta de ar sufoca
Mas nunca
Vai te machucar

Então vem dançar
Então vem dançar

Ao se lançar nesse espaço nosso
Tire os cintos pense pouco
Se tiver medo abrace
A pessoa ao lado
Se não tiver...

Abrace a todos!

A Gota

Written By: Rapha Ohana

A gota já se esgota
Luta em vão.
Seu lugar é a crista
Que logo irá ao chão.
Sem porquê, ou por acaso,
Crista vê seu pé chegando.
Não por um passo,
Mas pela queda.

Vertiginosa!

Gota que antes tudo via,
Agora no escuro se afoga.
Esquece de nadar,
Não pensa em resistir.

Desmaia!

Com o mar a sua volta,
Igual à maioria.
Depois da tempestade,
Sofre com a calmaria.
O choro é a gota d`água,
Agora só ria.
E da calma
Se reerguia.

Do pé a crista,
Rumo ao orgulho.
Ser de novo vista.

O alto deixa o medo
Da tempestade.
A tempestade da calmaria.
A calmaria...

Ela Só

Written By: Rapha Ohana

Ela nunca me deixa só
Nem me faz sentir ciúmes
Movimenta minhas noites
Deixa meu ego nas nuvens

E dela eu não fujo
Por saber que me ama
E continua apaixonada
Quando por ela me declaro

Pra ela eu sempre volto
Depois da loucura que é
Querer ser de uma só
E me livrar
De vez dessa carência

Ter alguém que não mereço
E não me merecia
Que não entendo
E não me entendia

A mulher perfeita
Pra minha vida
É só ela:
A putaria.
Putaria...

Então querida
Me perdoa pelos dias
Que traí sua confiança
Atrás de fixa companhia

Quem se entrega é feio
E chato que dá dó.
Nenhuma princesa
É má o bastante
Pro homem de uma só...
Homem de uma só...

Pra ela eu sempre volto
Depois da loucura que é
Querer ser de uma só
E me livrar
De vez dessa carência

Ter alguém que não mereço
E não me merecia
Que não entendo
E não me entendia

A mulher perfeita
Pra minha vida
É só ela:
A putaria.

Putaria...

Já uma Linda Dama

Written By: Rapha Ohana

Se eu viesse ao Mundo pra achar
A coisa mais linda
Já poderia ir embora porque
Missão cumprida

Nascida para um só Deus
Perfeita
Só espero que ele tenha sorte e perceba

Ela passa o Mundo pára
Ela pára o Mundo espera
Ela sai o Mundo gira
E os mortais ela acelera

E como se não bastasse o encanto
Correnteza
Leva qualquer um
À loucura
Qualquer louco à tristeza

Ainda pensa com beleza
Sabe da vida
Parece pequena e frágil
A coisa mais linda

Ela passa o Mundo pára
Ela pára o Mundo espera
Ela sai o Mundo gira
E os mortais ela acelera

A Brisa

Written By: Rapha Ohana

A brisa no seu rosto
Vem do ar-condicionado
Você sente o vento
Mas está enclausurado

Todo universo
Parece ser seu quarto!

Você se pensa preso,
Mas será que não vê?

Você se pensa preso,
Mas será que não vê?

A menina bailarina
Dobrou aquela esquina
E os passos rebolados
Te trouxeram agonia
Agora vaza do seu peito
Todo amor que você tinha
Agora vaza do seu peito
Todo amor que você tinha

Há uma só mulher bandida
E o pior amor sem resposta
É o amor pela vida!

Você se pensa preso,
Mas será que não vê?

Você se pensa preso,
Mas será que não vê?

A menina bailarina
Dobrou aquela esquina
E os passos rebolados
Te trouxeram agonia
Agora vaza do seu peito
Todo amor que você tinha
Agora vaza do seu peito
Todo amor que você tinha

Gato de Lata

Written By: Rapha Ohana

Apague a luz
Pra acender as estrelas
Vem aqui ver o céu
Me mostra o que pode fazer
Um beijo teu

Tenho andado meio fechado
Sem coração
Um homem de lata
Não sei se por medo
Ou por descrença

Mas se você mudar isso
Por favor reconheça
Já não restam mais vidas

Pra esse gato só
Gato de lata só
Pra esse gato só
Gato de lata só

Então cuida de mim
Com calma me enlouqueça
Faça com que meu único
Problema sério seja
Sua ausência...

Pôr-do-Sol

Written By: Rapha Ohana

Se apoiou sobre a ponte
O azul, o fim da linha.
No peito a bagagem,
Solidão que carregava.

Se apoiou sobre a ponte
O azul, o fim da linha.
No peito a bagagem,
Solidão que carregava.

Engoliu-lhe o mar pedra
Sonolento e distante.

Seu último mergulho
Foi obra da saudade.

Mas o dia também nasce e morre
Sem saber se pedir amor é pedir demais.

E sem planejar,
Sem amor morrer,
Se joga a falta
Que o amor no faz....

Sonho Tranquilo

Written By: Rapha Ohana

Não sofre assim
A vida tem sempre um lado lindo
E há milhões de heróis
Que enfrentam todo dia a dor sorrindo

Não sofre assim
Só sofrer é disperdício
Porque o que vale mesmo
É o que faz pra mudar isso

Não se esqueça que o Mundo
É também o que você pensa dele
E se você tá bem o Mundo tá bom
Você pode até
Não acreditar
Mesmo assim a gente tem
Um Mundo inteiro pra mudar

Então vem
Comigo pensar positivo
E com good vibe
Vamos montar nosso futuro
Mantenha a vida leve
E o coração puro
Porque quem passa o bem
Absorve bem de tudo

Não se esqueça que o Mundo
É também o que você pensa dele

E se você tá bem o Mundo tá bom
Você pode até
Não acreditar
Mesmo assim a gente tem
Um Mundo inteiro pra mudar

Discography

The first band's album is called Cartel de Medelin and has 12 tracks. All of them were first released on the internet through the band oficial website, but are available in a lot of streaming websites and internet radios. The Album will be soonly released in brazilian stores.

Set List

1 – VEM DANÇAR
2 – VIVENDO EM BANDO
3 – ELA SÓ
4 – BRISA
5 - A GOTA
6 – EU TE ODEIO
7 – JÁ UMA LINDA DAMA
8 – JORGE MARAVILHA (cover Chico Buarque)
9 – GATO DE LATA
10 – PÔR – DO – SOL
11 – SONHO TRANQÜILO
12 – AMO AS IMPOSSÍVEIS
13 - NA VIDA