drill
Gig Seeker Pro

drill

| SELF

| SELF
Band Rock

Calendar

This band has not uploaded any videos
This band has not uploaded any videos

Music

Press


"drill em 5 sentidos"

Com novo disco à espreita, a trompa questionou os Drill; eles, responderam…Obrigado.
T: Que cores tem a música dos Drill?
D: É assim para o vermelho, mas não muito escuro…

T: Qual o sabor da música dos Drill?
D: Spicy, wasabi, jindungo, degustado com tempo e sem exageros.

T: Que sonoridade tem a música dos Drill?
D: Blues had a baby, and named it rock’n'roll.

T: O que se sente quando se toca a música dos Drill?
D: Sente-se ar a passar na cara, como a andar de moto sem capacete.

T: Que fragrâncias exalam do som dos Drill?
D: Ferodo, embraiagem queimada e borracha quente.

::Ano de formação: 2005;

::Localidade: Lisboa;

::Composição:
- Manel Portugal (guitarra e voz); Francisco Rebelo (baixo); Ghitaj (bateria);

::Discografia:
- EP “Thrill” (2005);
- http://a-trompa.net/sensacoes/sensacoesdrill-em-5-sentidos


"entrevista drill"

Os Drill são uma banda de Lisboa e tocam Rock mesmo! Daquilo que ouvi no MySpace fiquei com a ideia de que a energia está lá mas o som som ainda tem margem para melhorar, talvez diversificando um pouco o tipo de efeitos de guitarra utilizados ou melhorando a produção (sim, estou sempre a dizer o mesmo, eu sei).
No geral, gosto principalmente da componente "Hard Rock" com pitadas de "prog" e das memórias que me traz. Há mesmo coisas que fazem lembrar o som de algumas bandas que havia por esse Poertugal nos idos de setenta. É verdade que os tempos são outros mas, revivalismo por revivalismo, que se vá às décadas de sessenta e setenta, que já não tenho pacchorra para os sintetizadorezinhos dos oitentas.

Décadas à parte, aqui trata-se de entrevistas (estou atrasado, eu sei, e peço desculpa) e, por isso, aí ficam as respostas do Manel Portugal dos Drill:


1 - Qual o principal requisito para se vencer na música em Portugal?

- Um curso de música
- Um curso de marketing
- Um curso de Inglês
- Um curso de modelo
- Uma grande "lata"

Resposta: Não sei se vai lá com cursos, mas todos ele ajudarão com certeza. Essencial será muita vontade e sorte. Vontade para passar pelos sacrifícios, sorte para estar no sitio certo à hora certa.


2 - Qual o melhor ambiente para se evoluir musicalmente?

- O conservatório
- Uma escola de Jazz
- A garagem
- Um grupo de amigos que goste de ouvir todos os tipos de música
- Frequentar a maior quantidade de concertos possível

Resposta: Seja onde for, tocar muito e ouvir muita musica.


3 - Quando é que se consegue ir tocar às estações de televisão sendo pago por isso?

- A partir da edição do primeiro disco
- Depois do primeiro disco de ouro
- Quando lá arranjas um amigo
- Quando consegues "meter" uma música na banda sonora de uma novela
- Quando já não precisas da televisão para nada

Resposta: Nunca me questionei muito sobre isso, a televisão, pelo menos nos moldes em que é apresentada em Portugal, não é um sitio a que deseje ir tocar, se acontecer aproveitarei para divulgar a nossa musica. Não é comparável a um concerto com gente à tua frente a sentir o teu som...


4 - Se os músicos que cantam em português têm sucesso no estrangeiro, porque é que os que cantam em Inglês não têm?

- Tem a ver com a música que se faz e não com a língua em que se canta
- Porque no segundo caso os estrangeiros conseguem perceber as letras
- Porque a música é igual à deles, mas com pior pronúncia
- É uma questão de atracção pelo "exótico"
- Porque os que cantam em Português são melhores músicos

Resposta: Não sei é assim tão evidente que os que cantam em inglês não têm sucesso, em primeiro lugar acredito no valor da musica pela musica, sem língua e aí vencem os melhores...


5 - E porque é que nem uns nem outros têm sucesso em Portugal?

- Porque os CDs dos portugueses são mais caros
- Porque o que vem de fora é mais bem promovido
- Porque o mercado é pequeno e só consegue vender o que é bom
- Porque na televisão só há música estrangeira
- Porque os media estão comprados pelo grande capital das multinacionais

Resposta: Todas as respostas atrás estão certas, falta falar no publico que vai pouco aos pequenos/médios concertos, não há essa cultura em Portugal. O pessoal ou vai aos festivais, ou aos coliseus, ou aos estádios, agora as pequenas colectividades, os bares, as pequenas salas, nada. Ou é porque a entrada é 3€ ou porque é 5€ (!?), ou porque é durante a semana, ou porque é no fim-de-semana, ou porque é na capital, ou porque é longe. Ide aos concertos malta! Vão se surpreender com a oferta e qualidade das bandas que andam por aí.


6 - De quem é a culpa da falta de visibilidade da música portuguesa?

- Dos músicos
- Das editoras
- Dos media
- Dos promotores de concertos e agentes
- Do governo

Resposta: De todos um pouco, de qualquer modo não partilho da toada negativa da pergunta. Há música portuguesa que se mexe muito bem. Há alguma que até tem visibilidade a mais. Há algumas bandas que entram na moda e passam em tudo o que é rádio sem se perceber muito bem porquê.


7 - Como é que o problema se resolve?

- Com uma lei mais severa
- Com mais debates na televisão
- Com mais salas para concertos
- Com mais trabalho por parte dos músicos
- Com a ASAE a apreender tudo o que é música estrangeira nas feiras

Resposta: Bem, com debates na televisão não será de certeza. As salas pequenas fazem muita falta, rapidamente esgotas os 3/4 sítios pequenos que há em Lisboa, mas não tens capacidade para fazer um concerto de larga escala das grandes salas, ficas sem sítio para tocar. Acho também que é um problema cultural cíclico que importa combater. Já falei atrás disto, as pessoas saem pouco à rua para ver gigs em bares e pequenas salas... Se isto passasse a acontecer todo o movimento cresceria proporcionalmente, as salas apostariam mais nas suas condições para efectuar espectáculos porque teriam retorno, as editoras e promotoras apostariam mais nas bandas porque veriam mais e melhores concertos, poderiam analisar melhor o sucesso de uma banda num universo mais pequeno só que esse universo pequeno não existe...


8 - Os discos "sacados" na net prejudicam os músicos?

- Sim, porque são discos que o público deixa de comprar
- Não, porque fazem chegar a música a mais gente e ajuda a aumentar as vendas
- Não, porque a maior divulgação leva mais gente aos concertos
- Sim, porque as editoras, ao vender menos, apostam menos.
- No fim das contas, é "ela-por-ela"

Resposta: O processo equilibra-se, por um lado a divulgação é mais eficiente, por outro as editoras morrem, ou não apostam em gravações... Eu pessoalmente não troco ter um disco na mão, com capa, com tudo por um mp3 que nem sei de que disco é ou quem é toca ali...


9 - Qual foi o último disco que adquiriste/adquiriram?

Resposta: a ultima leva foi

Beatles - White Album
Brant Bjork - Somera Sol
Clash - London Calling
Black Keys - Attack and Release


10 - Qual foi a tua/vossa última descoberta musical?

Resposta: Valient Thorr - que bomba ao vivo, que lição de rock'n'Roll
- http://muguelemusica.blogspot.com/2009/03/pequena-entrevista-28-drill.html


Discography

EP's:2005-thrill drill, 2007-this is not a drill, 2009 - "3",2010 - Free Ride, when completed, Free Ride will be a 12 track album - a new song will be released every month throughout 2010, giving you plenty of time to listen and appreciate each new song. This album will be done entirely by Drill, using a computer and 4 microphones - we like to consider it a modern album done with old concepts. The download of this album is free at www.drill.bandcamp.com. Every month you will have a new song to download!

Photos

Bio

We live in a time where new information pops us every 5 minutes, in which sounds and images are updated constantly, in which access to music is free - legally or illegally -, and when studies indicate that music is not only heard but is almost always the soundtrack of something; despite the fact that ideas are no longer censored, it's hard to listen to good ideas...
We're a power trio, that plays rock, "yeah, what's new?", maybe that's not the right question anymore, we play our simple, raw songs, we sing about real life, and we like to play loud! We're all in our thirty's, and we had enough bullshit already... so why don't you listen to it...?