luanna belini

luanna belini

 São Paulo, São Paulo, BRA
BandPop

Luanna Belini is a brazilian singer and a composer and now she dedicates her first album, with her first song already named: "Fatos e Esfarrapos"

Biography

Luanna Belini is a brazilian singer and a composer. She´s started her carreer as a drummer at 14, playing for an only girls band, which last for 3 years at" Umuaram- PR- BRA". After that, she became a solo for 5 years, singing JAZZ and Bossa Nova at the same time she was taking 'Marketing" University and she graduated in 2008 and the beginning of 2009, she moved to São Paulo to keep on taking her career as a musician... She sang in some night clubs and began her personal apresentations with her own music... Now, Luana dedicates her first album, with her first song already named: "Fatos e Esfarrapos".

-----------------------------

Luanna Belini é cantora e compositora brasileira, iniciou sua carreira como baterista aos 14 anos, tocando numa banda somente de meninas que durou três anos em Umuarama - PR - Brasil.
Depois disso passou a cantar na noite por longos cinco anos, com repertório de Jazz, Bossa Nova e MPB, mesmo período em que fazia o curso de Publicidade e Propaganda, onde se formou em 2008.
No inicio de 2009, se mudou para São Paulo para dar continuidade à sua carreira de musica, cantou em algumas casas noturnas e deu inicio as primeiras apresentações com musicas de sua autoria.
Agora Luanna se dedica as gravações de seu primeiro disco, com a primeira musica ja disponível intitulada "Fatos e Esfarrapos" .

Lyrics

Fatos e Esfarrapos

Written By: luanna belini/marcelo9volts


O Fato Esfarrapado
que eu deixei de lado
ninguém pôde entender.
O caminho que escolhi.
A mão de tantos que abri.
Tem hora que eu olho com olhos de infância.
Deslumbro, me perco, me olho percebo,
me choro, me morro de felicidade,
me durmo, me encanto tanto, eu canto.
Eu vou embora de mim,
me deixar levar
por esse vento que diz
nem sempre fugir é o indicado
mas ao menos não é pecado.
Eu guardo a alegria do teu
no fundo eu escondo o que é meu.

Joaninha

Written By: Luanna Belini

Eu adoro ouvir o cheiro das folhas que se arrastam pelo chão
algumas arrastadas pelo vento, outras que aproveitam o embalo e se vão
e outras que ainda param ao se enroscarem em algum galho de flor
e por la mesmo ficam pois,
se acomodaram em seu próprio terror
enquanto eu tenho medo de escuro
alguém tem sede e não consegue matar
enquanto eu rezo a Deus por paz
o outro lado insiste em me devorar
eu queria ser uma Joaninha que mudasse de cor
eu queria abraçar a parte azul da sua face me lembrar
do afago incolor, porque não era amor não.
Existe sim um aperto e eu mal sei o que fazer com ele aqui dentro de mim
um velho amigo me dizia
converse faz bem pra distrair
o mundo é claro e nem sempre tenho a garra de ouvir tudo o que ele me diz
e é ai que eu fico tão cansada eu ando eu sento na calçada resolvo me despedir
enquanto eu tenho medo de escuro
alguém tem sede e não consegue matar
enquanto eu rezo a Deus por paz
o outro lado insiste em me devorar
Hoje o outono está se revoltando só porque o inverno chegou
hoje você está me desprezando só porque neguei o teu amor
deve ser, por isso que as folhas caem.

Pedaços

Written By: Luanna Belini

Hoje o que eu tenho são pensamentos embaraçados
sentimento variado
ruinas em pedaços, que se espalham pelas ruas das tardes que eu gasto
eu gosto
e a minha estrada onde está? aonde está?
e a vida la fora corre muito além e mais forte
que o meu pensamento
e me convence que a verdade é rara e empaca
mas custa a falhar
e a minha agua onde cai?Não cai mais, correu pra outro mar.
E vida sempre corre pra algum lugar e se você deixar ela não volta
não adianta prever sem prevenir.

Arroz

Written By: luanna belini/marcelo9volts

Eu passei a enxergar o mundo do lado de fora da vida
como quem congela a ferida, ameniza
vi tanta bagunça, tanta coisa injusta, pessoas apertando o passo
eu vi só arroz no prato

é quase bonita a estrada que eu percorro aqui, a caminha do meu coração, passo a passo eu desdobro a paciencia
ja me deixei tantas vezes na mão
não é que eu tenha desistido não
é que as vezes me da saudades de casa
saudades do meu irmão
eu fraquejo nas horas erradas e enxergo tudo o que eu não quero ver.

Discography

In Studio