SAL
Gig Seeker Pro

SAL

Band World Acoustic

Calendar

This band hasn't logged any future gigs

This band hasn't logged any past gigs

This band has not uploaded any videos
This band has not uploaded any videos

Music

The best kept secret in music

Press


"SÃO MUITA BONS"

OS GAJOS TOCAM E CANTAM (a gaja) À BRAVA. Nunca bi nada assim.

São fenomenais. - "All Over Press Titles"


Discography

SAL

Photos

Feeling a bit camera shy

Bio

“SAL” é o nome do projecto musical e ao mesmo tempo do disco de originais que estes músicos acabaram de gravar e que foi editado a 19 de Março. A música de SAL cruza a raiz ibérica com a dimensão atlântica do percurso lusófono e surge como herdeira de um legado fadista. A sua identidade vincadamente portuguesa não se esgota na margem oriental do Atlântico Norte, mas antes alimenta-se e revigora-se nos outros lugares onde o mar português encontrou terra. A partilha da língua falada por povos tão diferentes, cria um espaço onde o convívio da diferença se alia despreocupadamente à mestiçagem da forma. É esse o espaço de “SAL”.

José Peixoto e Fernando Júdice trabalham juntos há mais de uma década, não só como membros do grupo ”Madredeus” com quem percorreram os quatro cantos do mundo, mas também no disco “Carinhoso” onde, em dueto, o seu talento envolveu a arte do compositor brasileiro Pixinguinha. E foi aqui que José e Fernando desenvolveram o estilo original da sua colaboração, uma maneira única de juntar o baixo acústico e a guitarra clássica, numa complementaridade que ultrapassa os cânones do acompanhante e do solista, e ao qual dão continuidade e desenvolvimento neste trabalho original.

Ana Sofia Varela é há mais de uma década uma das vozes mais aclamadas do chamado novo fado, que a tem levado a cantar com crescente sucesso em todo o mundo. Natural da vila alentejana de Serpa, a originalidade do seu canto reside no convívio da sua larga experiência fadista com a influência do cante alentejano e do canto da Andaluzia espanhola.

Vicky é um dos mais talentosos percussionistas da nova geração sendo requisitado para emprestar a mestria aos projectos de muitos artistas da música portuguesa.

As letras são na sua maioria da autoria de Tiago Torres da Silva e contam também com a participação de João Monge e da poetisa Eugénia de Vasconcellos em dois temas.

A estreia deste projecto teve lugar no passado dia 4 de Março na EXIGENTE Casa da Música (Sala Suggia) e foi apresentado em Lisboa dia 29 de Março no Cinema S. Jorge.